quarta-feira, 17 de outubro de 2007

O surdo som do cair de uma montanha

Um ruflar de asas. São as páginas do futuro que vieram soprar palavras novas no meu mundo. Mais estrangeiro que sempre. A espera de coisas que não têm obrigação de acontecer. Mas que se comunicam comigo do lado de lá do que ainda não existe.

"San Andreas Fault
moved its fingers
through the ground
earth divided
plates collided
such an awful sound

San Andreas Fault
moved its fingers
through the ground
terra cotta shattered
and the walls came
tumbling down"

(Natalie Merchant)

Um comentário:

Lost, lost, lost disse...

Ah, Natalie Merchand... Saudade de tu tb, conzis!