segunda-feira, 7 de abril de 2008

velho poema

aro bobô yí


quando Iansã
partiu
deixou
o mundo
todo molhado

saí de casa
e vi
nas águas sujas
das ruas
duas cobras gêmeas

nadando
na direção
do arco-íris


Um comentário:

Lost, lost, lost disse...

Eu lembro desse poema :)