domingo, 4 de maio de 2008

o nomadismo e a terra da memória

(foto de Xavier Cantat)

teatro de gestos. a palavra pronunciada pelo movimento. e pela música. voz de corpos que contam histórias. contos de um mar distante. casa de oceano, barcos e vento. depois, o sertão de desterro e desencontro.

andar em círculos é saber que não se abandona o umbigo. e que solidão compartilhada é matéria de vida.

[compagnie dos à deux - théâtre gestuel. espetáculo 'saudade em terras d'água']


Um comentário:

Yellow House NEWS disse...

Conrado, essa temática do nomadismo contagiou bravamente!

Parabéns pelo blog,
abraço
Geórgia